Espaço e Tempo Revelar LX
Espaço e Tempo Revelar LX
APRESENTAÇÃO PONTOS INTERESSE PROJECTO ESCOLA MAPAS ACONTECE ENVIE POSTAL EFEMÉRIDES ENGLISH  english
 
SABIA QUE...
Página Principal > Efemérides > Devoção Lisboeta > Procissões > Santo António
Santo António
A Procissão de Santo António entra na igreja de Santo António de Lisboa, Armando Serôdio, Arquivo Municipal de Lisboa, AFML - A30995
A Procissão de Santo António entra na igreja de Santo António de Lisboa, Armando Serôdio, Arquivo Municipal de Lisboa, AFML - A30995

Santo António ou Fernando de Bulhões, nasceu em Lisboa em 1195, no local onde hoje se situa a Igreja de Santo António, tendo sido baptizado na , onde foi menino de coro. Aos 15 anos entrou como noviço no Mosteiro de São Vicente de Fora e mais tarde transitou para o Convento de Santa Cruz de Coimbra.

Tornou-se frade franciscano e tomou o nome de Frei António, partindo para Marrocos, como missionário. Porém, uma doença obrigou-o a um regresso forçado a Lisboa na Primavera de 1221 e durante a viagem, uma tempestade forçou-o a uma paragem em Itália, onde São Francisco de Assis o incumbiu de ensinar teologia na universidade de Bolonha. Acabou por morrer em Pádua, Arcella, no dia 13 de Junho de 1232.

É em Pádua que Santo António adquire a fama de milagreiro e em cujos sermões, empregou o uso de alegorias simples para explicar os mistérios divinos. Protector dos marinheiros, dos pobres, dos objectos perdidos e das jovens casadoiras, Santo António é o santo mais venerado em Lisboa e talvez por isso a cidade lhe dedique anualmente uma festa e uma procissão.

Procissão de Santo António, Armando Serôdio, 1962, Arquivo Municipal de Lisboa, AFML - A38809
Procissão de Santo António, Armando Serôdio, 1962, Arquivo Municipal de Lisboa, AFML - A38809

O culto e a festa em torno do santo de Lisboa, mas não padroeiro, porque esse atributo pertence a São Vicente, teve origem em 1755, quando o terramoto destruiu a primitiva igreja. Houve então a necessidade de se  recolherem fundos para a sua reconstrução, cabendo essa tarefa às crianças, que a partir dessa data, erguiam os conhecidos tronos de Santo António e por eles pediam uma moeda para a obra de um verdadeiro, a construir na nova igreja.

No dia 13 de Junho, celebrava-se a missa e a procissão saía da Igreja de Santo António para a Sé onde era rezada um Te Deum, pelo que após se dava início à procissão pelo Bairro de Alfama. O povo alimentando a sua imaginação costumava saltar fogueiras e dançar em honra do Santo, agradecendo as jovens as  graças pelo noivo recebido. As danças deram origem ao que são hoje as marchas da cidade que acontecem na noite de 12 de Junho na Avª. da Liberdade, onde os noivos de Santo António que casaram nesse mesmo dia desfilam também.

Na manhã do dia 13 e para quem visite a Igreja de Santo António é distribuído o pão símbólico do Santo e o cravo branco símbolo da pureza, sendo também rezada uma missa. Pela tarde, às 17 horas, tem início a procissão que parte da Igreja de Santo António passa pela e percorre o Bairro de Alfama.

Ver mais fotos do Santo António

Ver tronos do Santo António                              

Saber mais em:


Voltar contacte-nos imprimir página guardar página enviar endereço
Mapa do Sítio | Perguntas Frequentes | Assine o Livro de Visitas | Política de Privacidade e Segurança | Adicione aos favoritos | Sugira a um Amigo | Links Úteis
  Bibliotecas Municipais de Lisboa Arquivo Municipal de Lisboa Símbolo de Acessibilidade Visite o sítio português do projecto light Projecto co-financiado por Bandeira UE INTERREG 3C Câmara Municipal de Lisboa  
© 2005 - REVELAR LX - Todos os direitos reservados.  seara.com