Espaço e Tempo Revelar LX
Espaço e Tempo Revelar LX
APRESENTAÇÃO PONTOS INTERESSE PROJECTO ESCOLA MAPAS ACONTECE ENVIE POSTAL EFEMÉRIDES ENGLISH  english
 
SABIA QUE...
Página Principal > Acontecimentos entre 1850 e 1899 > Personagens > Artistas > Porfírio Pardal Monteiro
Porfírio Pardal Monteiro

Porfírio Pardal Monteiro nasceu em 1897, em Pêro Pinheiro e morreu em 1957 em Lisboa. Em 1919, licenciou-se em arquitectura na Escola de Belas Artes tendo sido discípulo de José Luís Monteiro. Exerceu as funções de Secretário da Direcção da Sociedade de Arquitectos Portugueses (19119-1922) e foi nomeado Arquitecto Chefe na Caixa Geral de Depósitos (10 anos).

Teve uma carreira académica brilhante que iniciou em 1920 como 1º Assistente no Instituto Superior Técnico, em 1933 tornou-se Professor interino da Escola de Belas Artes de Lisboa (1933-1935), em 1937 Professor interino do Instituto Superior Técnico, e Catedrático em 1942.

Participou, desde 1936, no Sindicato Nacional dos Arquitectos, como Presidente do Conselho Director (1936-1944), Presidente da Mesa da Assembleia-geral (1941, 1948 e 1951) e Procurador à Câmara Corporativa em representação do Sindicato.

Pardal Monteiro deu um notável contributo para a renovação da arquitectura portuguesa, aproveitando o conhecimento que foi adquirindo através das viagens ao estrangeiro e dos contactos com arquitectos de outras nacionalidades. Foi um dos fundadores das “Réunions Internationales d’Architecture”, membro honorário da Real Academia de Belas-Artes São Fernando de Madrid, do Royal Institute of British Architectes, em Londres, e do Instituto de Arquitectos do Brasil. Representou Portugal no Congresso Internacional dos Arquitectos em 1935, em 1937 e em 1948.

Foi incumbido de várias tarefas públicas entre as quais a participação na Junta Nacional de Educação, no Conselho de Estética Citadina (Câmara de Lisboa), no Conselho Superior de Obras Públicas, no Conselho Superior de Belas-Artes entre outros.

Dos seus inúmeros projectos arquitectónicos destacam-se:
1923 - Edifício na Av. da República, n.º 49 – Prémio Valmor
1928 - Estação dos Caminhos-de-ferro do Cais do Sodré
1928 - Palacete Vale Flor – Prémio Valmor
1929 - Moradia na Av. 5 de Outubro, nº 207 a 215 – Prémio Valmor
1935 - Instituto Nacional de Estatística
1935 - Instituto Superior Técnico
1938 - Igreja de Nossa Senhora do Rosário de Fátima – Prémio Valmor
1940 - Edifício do Diário de Noticias – Prémio Valmor
1952 - A Nacional / Companhia Industrial de Portugal e Colónias, Avenida Infante D. Henrique nº255 – 255 A, Rua do Beato nº21 – 21 B
1957/1961 - Os três edifícios da Cidade Universitária (por ordem de realização: Faculdade de Direito, Faculdade de Letras, Reitoria)
1959 - Hotel Ritz (concluído após a sua morte)

“Pardal Monteiro, em teoria e por temperamento, era dos arquitectos da sua geração um dos que menos acreditava numa arquitectura nacionalista. Menos “artista” e menos versátil, a sua maneira de encarar a arquitectura era mais estritamente profissional, virada para uma prática da solidez, sobriedade e utilitarismo e alicerçada sobretudo em pressupostos construtivos e funcionais e, nesse sentido, mais eficazmente moderna” (Caldas, 1997: 98).

Bibliografia:
CALDAS, João Vieira - Porfírio Pardal Monteiro : arquitecto. [Lisboa] : AAP. - Secção Regional do Sul, cop. 1997. 125, [2] p .. ISBN 972-95943-6-8


Voltar contacte-nos imprimir página guardar página enviar endereço
Mapa do Sítio | Perguntas Frequentes | Assine o Livro de Visitas | Política de Privacidade e Segurança | Adicione aos favoritos | Sugira a um Amigo | Links Úteis
  Bibliotecas Municipais de Lisboa Arquivo Municipal de Lisboa Símbolo de Acessibilidade Visite o sítio português do projecto light Projecto co-financiado por Bandeira UE INTERREG 3C Câmara Municipal de Lisboa  
© 2005 - REVELAR LX - Todos os direitos reservados.  seara.com