Espaço e Tempo Revelar LX
Espaço e Tempo Revelar LX
APRESENTAÇÃO PONTOS INTERESSE PROJECTO ESCOLA MAPAS ACONTECE ENVIE POSTAL EFEMÉRIDES ENGLISH  english
 
SABIA QUE...
Página Principal > Pontos de Interesse > Toponímia > Praças/Largos > G a N > Intendente Pina Manique (Largo do )
Intendente Pina Manique (Largo do )
Largo do Intendente Pina Manique,  Eduardo Portugal,1900-1958, 1944/06, B094574 - AFML
Largo do Intendente Pina Manique, Eduardo Portugal,1900-1958, 1944/06, B094574 - AFML

Largo do Intendente Pina Manique
Deve o seu nome ao palácio que está entre as travessas do Maldonado e da Cruz e que pertenceu a D. Diogo Inácio de Pina Manique, o famoso Intendente da Polícia ao tempo da Rainha D. Maria I.
Local pitoresco e de grande animação comercial, era passagem obrigatória, de tréfego intenso, para quem se dirigia aos arrabaldes até à abertura da Avenida Dona Amélia (hoje Almirante Reis).
“É dos sítios mais trilhados e rumorosos de Lisboa moderna” – nota de Augusto Vieira da Silva a Lisboa Antiga de Júlio de Castilho (1937, vol. IX, 251) – queixa-se o autor de que por ali passavam “a toda a hora, inumeráveis pessoas a pé, cavalo, em burro, em tilbury, em coupé, em dog-cart, em caléche, em landau, para o campo, e para todos aqueles hoje povoadíssimos arrabaldes. Além disso, passam todos os carretos que por aquela banda vêem abastecer os mercados da capital, todos os leiteiros, todos os hortelões, todas as lavadeiras, todos os moleiros, todos os almocreves, do termo dos lados do norte”.
Desapareceu o chafariz (em 1824), e a fábrica de cerâmica Viúva Lamego, fundada em 1849 por António da Costa Lamego, proprietário de terrenos naquela zona e que ali construiu uma olaria. A fábrica prosperou e em 1865 o proprietário revestiu a fachada com os azulejos. Por morte do proprietário a Fábrica passou à viúva tomando então o nome comercial de “Viúva Lamego”.
Freguesia: Anjos
Bibliografia
ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, VIII Volume, Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa, 1992-1993, p. 15.
CASTILHO, Júlio de, Lisboa antiga: bairros orientais, III, IX e XI Volume, Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa, 1937- 1939.


Saber mais em:


Voltar contacte-nos imprimir página guardar página enviar endereço
Mapa do Sítio | Perguntas Frequentes | Assine o Livro de Visitas | Política de Privacidade e Segurança | Adicione aos favoritos | Sugira a um Amigo | Links Úteis
  Bibliotecas Municipais de Lisboa Arquivo Municipal de Lisboa Símbolo de Acessibilidade Visite o sítio português do projecto light Projecto co-financiado por Bandeira UE INTERREG 3C Câmara Municipal de Lisboa  
© 2005 - REVELAR LX - Todos os direitos reservados.  seara.com