Espaço e Tempo Revelar LX
Espaço e Tempo Revelar LX
APRESENTAÇÃO PONTOS INTERESSE PROJECTO ESCOLA MAPAS ACONTECE ENVIE POSTAL EFEMÉRIDES ENGLISH  english
 
SABIA QUE...
Página Principal > Pontos de Interesse > Equipamentos > Cemitérios > A a F > Carnide (Cemitério de )
Carnide (Cemitério de )
Cemitério de Carnide, 1999, Paulo Catrica, Arquivo Municipal de Lisboa, AFML - B089580 (Clicar para ampliar)
Cemitério de Carnide, 1999, Paulo Catrica, Arquivo Municipal de Lisboa, AFML - B089580 (Clicar para ampliar)

Localização
Estrada da Circunvalação

Data
1996


O elevado aumento populacional de Lisboa a partir de meados do séc. XX, obrigou a administração municipal a equacionar a necessidade da construção de um novo cemitério, necessidade reforçada com a mudança das mentalidades no que concerne às atitudes perante a morte e à identificação com o local de origem das populações. Se, durante muitos anos, vigorou o costume dos enterramentos se efectuarem no local de nascimento, a partir dos anos setenta, essa prática começou gradualmente a ser abandonada, reflectindo também uma alteração relativa ao posicionamento cultural em relação aos restos mortais.

A escolha do espaço recaiu em Carnide, onde a área disponível condizia com os pressupostos exigidos para a construção do novo cemitério. O projecto começou a ser elaborado tendo em vista o modelo dos cemitérios jardins anglo saxónicos, adaptado para a realidade latina, na qual as práticas, hábitos e atitudes são muito diferentes. Sendo assim, a aproximação à natureza característica do cemitério jardim, deu lugar à organização em arruamentos e talhões, “urbanizando” o espaço. A proibição da colocação de revestimentos integrais em pedra das sepulturas e a imposição de modelos comuns de lápides de cabeceira, assim como o arrelvamento dos talhões, uniformizou o espaço, e conferindo-lhe um novo aspecto visual, onde as zonas verdes imperam sobre a pedra das construções, marcando desta forma o único cemitério construído em Lisboa no séc. XX., no ano de 1996.

Outra importante alteração, consistiu na construção de um espaço ecuménico em substituição da tradicional capela católica, o qual todas as religiões ou os indivíduos sem ritos religiosos, podem utilizar para a celebração dos rituais, ou cerimónias, fúnebres.


Saber mais em:


Voltar contacte-nos imprimir página guardar página enviar endereço
Mapa do Sítio | Perguntas Frequentes | Assine o Livro de Visitas | Política de Privacidade e Segurança | Adicione aos favoritos | Sugira a um Amigo | Links Úteis
  Bibliotecas Municipais de Lisboa Arquivo Municipal de Lisboa Símbolo de Acessibilidade Visite o sítio português do projecto light Projecto co-financiado por Bandeira UE INTERREG 3C Câmara Municipal de Lisboa  
© 2005 - REVELAR LX - Todos os direitos reservados.  seara.com