Espaço e Tempo Revelar LX
Espaço e Tempo Revelar LX
APRESENTAÇÃO PONTOS INTERESSE PROJECTO ESCOLA MAPAS ACONTECE ENVIE POSTAL EFEMÉRIDES ENGLISH  english
 
SABIA QUE...
Página Principal > Pontos de Interesse > Locais de Culto > Basílicas > A a F > Estrela (Basílica da )
Estrela (Basílica da )
Basílica da Estrela, Francesco Rocchini, 1895, Arquivo Municipal de Lisboa, AFML - A8214
Basílica da Estrela, Francesco Rocchini, 1895, Arquivo Municipal de Lisboa, AFML - A8214

Localização
Praça da Estrela
Freguesia: Lapa


Autoria
Arquitectos Mateus Vicente de Oliveira (1706-1785), Reinaldo Manuel dos Santos (1731-1791)

Data
Sagração a 15 de Novembro de 1789

Em 1760, a princesa herdeira D. Maria Francisca, futura rainha D. Maria I, fez um voto no dia do seu casamento de que no caso de ter um filho varão, que  veio a nascer em 1761, procederia à construção de um convento para as religiosas Carmelitas Descalças. Em 1777, após a morte de D. José I, D. Maria I escolheu o local conhecido por Casal da Estrela, propriedade da Casa do Infantado, para a construção da basílica e chamou Mateus Vicente de Oliveira para a projectar, cuja planta é aprovada em 1779. Porém, em Março de 1785, com a morte de Mateus Vicente, Reinaldo Manuel introduziu algumas alterações ao projecto inicial, e de uma igreja que primeiro se apresentava sóbria e simples resultou um edifício mais elaborado e ornamentado à semelhança do Convento de Mafra. Apresenta-se uma fachada em dois pisos de sete tramos e um corpo central saliente de três tramos, que dá acesso à basílica através de uma galilé. Para além da utilização da ordem jónica, Mateus Vicente, alternou entre as pilastras e as colunas para a divisão dos tramos e a cúpula é semelhante à que projectou para a Igreja da Memória, à Ajuda. A fachada está profusamente adornada com estatuária da escola de Machado de Castro, como se fez em Mafra, e promove a ideia de diálogo entre o edifício e a cidade. A Basílica da Estrela é o próprio panteão de D. Maria I, a única monarca da Dinastia de Bragança que não está sepultada no Mosteiro de São Vicente de Fora.

Bibliografia
SANTANA, Francisco e SUCENA, Eduardo (dir.), Dicionário da História de Lisboa, 1.ª ed., Sacavém, Carlos Quintas & Associados – Consultores, 1994, pp. 364-367.
CIDADE,  Manuel Pereira, Memórias da basílica da Estrela: escritas em 1790; publ. e pref. por Baião, António, Coimbra, Imprensa da Universidade, 1926, pp. 161-171.
FRANÇA, José Augusto, Lisboa Pombalina e o Iluminismo, 3ª ed., Lisboa, Bertrand Editora, 1987, p. 193-194.

Ver mais fotos da Basílica da Estrela


Saber mais em:


Voltar contacte-nos imprimir página guardar página enviar endereço
Mapa do Sítio | Perguntas Frequentes | Assine o Livro de Visitas | Política de Privacidade e Segurança | Adicione aos favoritos | Sugira a um Amigo | Links Úteis
  Bibliotecas Municipais de Lisboa Arquivo Municipal de Lisboa Símbolo de Acessibilidade Visite o sítio português do projecto light Projecto co-financiado por Bandeira UE INTERREG 3C Câmara Municipal de Lisboa  
© 2005 - REVELAR LX - Todos os direitos reservados.  seara.com