Espaço e Tempo Revelar LX
Espaço e Tempo Revelar LX
APRESENTAÇÃO PONTOS INTERESSE PROJECTO ESCOLA MAPAS ACONTECE ENVIE POSTAL EFEMÉRIDES ENGLISH  english
 
SABIA QUE...
Página Principal > Acontecimentos entre AC e 0 > Neolítico
Neolítico



Neolítico - 5.000 anos A. C.
Este período cronológico situa-se entre os 5.000 e 3.000 anos A. C. (antes do Cristo). Os vestígios materiais deste período são os fragmentos de cerâmica carenada, cerâmica incisa, impressa e cardial, machados, enxós, moventes e dormentes, placas de xisto.

Foi durante as culturas epipaleolíticas e neolíticas que se definiram os traços anatómicos das raças humanas da Península Ibérica.

A 1.ª revolução neolítica ocorreu no início do 5.º milénio a.C. do litoral para o interior, caracterizando-se pela introdução da agricultura, da criação de gado, da cerâmica, da tecelagem e da utilização de pedra polida em vez de lascada.

As comunidades humanas conhecendo já a domesticação dos animais e uma agricultura rudimentar, sedentarizam-se e especializaram-se, existindo áreas agrícolas, áreas de pastorícia, áreas piscatórias e áreas marisqueiras.




Em Lisboa chegam-nos vestígios do neolítico, eneolítico e neo-neolitico em São Domingos de Benfica; na Junqueira; perto do Forte de Monsanto; no Bairro da Boavista em Monsanto; na Tapada da Ajuda; nos Montes Claros; na Serra de Monsanto até ao Vale de Alcântara; em Pedrouços; na cerca dos Jerónimos do lado da Casa Pia; em Entrecampos; no Lumiar; no Túnel do Rossio; no Bairro Alto, onde se descobriu uma estrutura de lareira, muita industria lítica em sílex e cerâmica e no Martim Moniz, na Encosta de Sant’Ana, onde se revelaram vestígios de fauna, carvões, sedimentos, bases de muros de comunidades neolíticas do 6.º Milénio A. C.

O desenvolvimento urbano da cidade de Lisboa destruiu a maior parte dos monumentos funerários desta época, os tholoi e as antas, apenas perduram os enterramentos em grutas.

Bibliografia:
SANTOS, Manuel Farinha dos, Lisboa evolução: Lisboa pré romana in SANTANA, Francisco e SUCENA, Eduardo (Dir.), Dicionário da História de Lisboa, Sacavém, Carlos Quintas & Consultores, Lda., 1994, pp. 499-503.
MOITA, Irisalva, Das origens pré-históricas ao domínio romano in MOITA, Irisalva (Coord.), O Livro de Lisboa, Lisboa, Horizonte, 1994, pp. 25-31.
CARDOSO, João Muralha, A Carta Arqueológica do Concelho de Lisboa in Revista Municipal, S. 2, A. XLIX, n.º 23 (1.º trimestre 1988), pp. 3-15.
CARDOSO, João Muralha, A Carta Arqueológica do Concelho de Lisboa in Revista Municipal, S. 2, A. XLIX, n.º 24 (2.º trimestre 1988), pp. 3-25.
GONÇALVES, Victor S., As sociedades camponesas na Península de Lisboa (do 6.º ao 3.º milénio) in Lisboa subterrânea, Museu Nacional de Arqueologia, Milão Electra, 1994, pp. 39-44.


Voltar contacte-nos imprimir página guardar página enviar endereço
Mapa do Sítio | Perguntas Frequentes | Assine o Livro de Visitas | Política de Privacidade e Segurança | Adicione aos favoritos | Sugira a um Amigo | Links Úteis
  Bibliotecas Municipais de Lisboa Arquivo Municipal de Lisboa Símbolo de Acessibilidade Visite o sítio português do projecto light Projecto co-financiado por Bandeira UE INTERREG 3C Câmara Municipal de Lisboa  
© 2005 - REVELAR LX - Todos os direitos reservados.  seara.com